Corpos estranhos mais comuns

Os corpos estranhos mais comuns de vias aéreas e digetivas em todo o mundo são espinhos de peixe, moedas, nozes e sementes.

Moedas

Moedas normalmente ficam alojadas no esôfago. Elas são o corpo estranho de via aérea e digestiva que mais requerem remoção sobre anestesia geral.

Nozes e sementes

Amendoins e amêndoas são as nozes mais frequentmente encontrada nos brônquios. Amendoins geram mais inflamação brônquica do que qualquer outro alimento. Tanto sementes de girassol quanto suas cascas podem ser causas de acidentes por aspiração.

Espinhos de peixe

O corpo estranho que mais frequentmente se aloja na via digestiva pode levar a infecção cervical e/ou torácica severa. Ossos de aves também podem ser um problema.

Legumes crus

Um dos corpos estranhos brônquicos mais comuns são cenouras cruas que nunca devem ser usadas por crianças pequenas para coçar as gengivas! Cozinhar as cenouras reduz consideravelmente o risco.

Frutas cruas

Mesmo que a maça esteja descascada, uma fruta crocante, crua ainda pode ser causa de um acidente. Sementes de melancia são as sementes de fruta mais frequentemente aspiradas. A casca da melancia também pode ser um corpo estranho brônquico.

Balas duras

Balas redondas e duras podem ser letais se aspiradas através das cordas vocais ou mesmo ultrapassando-as e, mesmo se engolidas por compressão posterior da via aérea.

Piruás de pipoca

Piruás de pipoca são muito mais perigosos que pipoca. Piruás de pipoca são corpos estranhos brônquicos frequentes.

Adesivos plásticos e partes de brinquedos

Este adesivo tinha ficado alojado no esôfago. Adesivos parecidos já ficaram presos entre as cordas vocais.

Alfinetes e agulhas

Um alfinete de fralda aberto alojado no esôfago é muito perigoso. Isto era comum quando se usava fraldas de tecido. Hoje em dia, tachinhas são os corpos estranhos mais comuns nos brônquios mas não tão comuns quanto os alfinetes de lenços e turbantes em países Islâmicos e Sikhs.

Kinder Ovo

Uma bebê de 9 meses de idade foi resgatada pela mãe enquanto engatinhava e colocava algo na boca.

Você sabia?!

Para cada morte relacionada a engasgo aproximadamente 110 crianças são tratadas em unidades de emergencia para engasgos não fatais.[Ref:1674]