Sobre

Em 1923, Dr Chevalier Jackson publicou “O que o seu bebê coloca na boca?”na Hygeia (uma nova revista de “saúde familiar” que se tornou muito usado por professores nas escolas). O artigo do Dr Jackson foi uma tentativa de informar cuidadores sobre os acidentes aspirativas e engasgos e a prevenção destes episódios. Quatro anos depois em 1927, Dr Jackson viu os frutos de décadas de trabalho fazendo campanhas no Congresso dos Estados Unidos quando finalmente aprovou-se a Lei Federal de alertas para envenenamento cáustico.

Desde então, muito tem sido feito em todo o mundo para trazer a conhecimento público os riscos de acidentes por engasgo e aumentar a segurança dos produtos de consumo (além de o diagnostico e tratamento de corpos estranhos de trato aerodigestivo); assim reduzindo mas não eliminando a morbidade e mortalidade de aspiração.

Hoje em dia a maioria dos pais de crianças que se recuperaram de um episódio de engasgo ou aspiração dizem que eles não tinham nenhuma idéia de que um corpo estranho poderia ser uma potencial causa de aspiração. Por outro lado, algumas famílias tem estratégias de prevenção de aspiração muito enraizadas em sua cultura e rotina diária – geralmente porque algum membro mais vellho sobreviveu para lhes contar sobre sua própria experiência de engasgo.

Nas últimas décadas, os únicos dois estudos de saúde pública que mostraram um evidente benefício em termos de redução na incidência de aspiração foram realizados em Israel e em Creta. Em ambos os estudos, estratégias de educação tiveram algumas características em comum: profissionais médicos contaram pessoalmente para famílias inteiras em centros comunitários de educação (escolas e postos de saúde) histórias verdadeiras sobre lesões provocadas por episódios de engasgo e aspiração e seu tratamento além de estratégias de prevenção.[Ref:1106][Ref:1107][Ref:1053][Ref:1008]

Mais recentemente descobriu-se que sob supervisão adequada crianças jovens com menos de 10 anos são capazes de compreender princípios básicos sobre fisiopatologia de engasgos e aspiração (seja esta orientação conduzida por um profissional de saúde ou eletronicamente).[Ref:1378] Além disso, desde 2007, pelo menos 6 pré adolescentes da América do Norte (com até sete anos de idade) relataram ter salvo a vida de outra pessoa usando a manobra de Heimlich. Por favor assista a Engasgo no Noticiário.

Bombeiros possuem recursos para ensinar segurança de incêndios regularmente para crianças em escolas. Infelizmente acidentes por engasgo e aspiração causam pelo menos a mesma morbidade e mortalidade em pediatria quanto incêndios; no entanto, otorrinolaringologistas não se comparam a bombeiros em recursos neste sentido.

Este website é uma tentativa verdadeira de fornecer uma educação similar (mas potencialmente global) para crianças em escolas e para adultos que cuidam delas. Para citar Benjamin Franklin, com sorte uma grama de prevenção a aspiração se transformará em um kilo de cura.

Você sabia?!

Na União Européia a cada ano aproximadamente 20 crianças (até 14 anos) morrem por engasgo com um brinquedo.[Ref:1476]

Referencias